Momentos de Fato

sábado, 12 de agosto de 2017

Receita Federal identifica 18 mil doações acima do limite nas eleições de 2016

Receita Federal identificou 18.430 casos de contribuintes que fizeram doações superiores ao limite legal nas eleições de 2016, conforme nota obtida com exclusividade pelo jornal O Estado de S.Paulo. Levantamento do órgão também encontrou 380.444 pessoas físicas que fizeram contribuições, mas não declararam Imposto de Renda nem figuram como dependentes de declarantes, o que levar a uma apuração de sonegação e uso de laranjas.
Em ofício encaminhado ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a Receita Federal comunicou as principais constatações ao analisar o valor total doado por 712.643 pessoas físicas nas eleições de 2016, quando os brasileiros foram às urnas para eleger prefeitos e vereadores.

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Temer quer criar teto para aposentadoria de militares

O governo federal analisa criar um teto para a aposentadoria dos militares, que atualmente ainda se aposentam com o salário integral, e outras medidas “restritivas”, afirmou nesta segunda-feira o presidente Michel Temer em entrevista exclusiva à Reuters no Palácio do Planalto.
— O governo está estudando uma fórmula também restritiva para os militares — afirmou, em entrevista à agência de notícias Reuters. — Isso está sendo estudado, pode ter um teto para aposentadoria. Já idade mínima não sei ainda, os técnicos estão estudando.
De acordo com um estudo apresentado pela Comissão de Orçamento da Câmara, as aposentadorias militares representam 44,8% do déficit da Previdência dos servidores da União, apesar de serem apenas um terço dos funcionários públicos federais. O déficit chegou a R$ 32,5 bilhões em 2015.

INEP ANTECIPA DIVULGAÇÃO DO RESULTADO DO ENEM


Os estudantes que participaram do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2016 terão acesso ao resultado final das provas nesta próxima quarta-feira (18/01). O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) decidiu antecipar a divulgação, prevista para o dia 19. No resultado, os candidatos poderão saber quanto tiraram em cada uma das quatro provas do exame: ciências humanas, ciências da natureza, linguagens e matemática. Também terão acesso à nota da redação, cujo tema foi à intolerância religiosa no Brasil.

domingo, 15 de janeiro de 2017

Após 13h, PM entra na penitenciária de Alcaçuz

Policiais militares entraram às 6h10 deste domingo (15) na Penitenciária Estadual de Alcaçuz (horário local, 7h10 em Brasília), na Grande Natal (RN), com veículo blindado, vans e carros para tentar acabar com rebelião que já dura mais de 13 horas. Há mais de dez mortes confirmadas durante a rebelião, segundo o governo estadual do Rio Grande do Norte. O Instituto Técnico de Perícia do Rio Grande do Norte (Itep) informou que será montada uma “operação de guerra” para a identificação dos corpos com a vinda de legistas do Ceará e da Paraíba para auxiliar nos trabalhos. Segundo Thiago Tadeu, chefe de gabinete do Itep, a identificação será feita através da digital, da arcada dentária e até de exame de DNA quando necessário. A polícia entrou no complexo penitenciário por volta das 5h30 e, nas áreas externas dos pavilhões onde os presos estão rebelados, às 6h10. Às 6h50, os policiais entraram na área interna dos pavilhões. Não há barulhos de tiros ou bombas. Um helicóptero da PM auxilia na operação, que envolve Choque, Bope e GOE (Grupo de Operações Especiais). Às 6h20, era possível ver fumaça negra nos pavilhões e ouvir bombas de efeito moral do lado de fora da penitenciária. Os detentos que passaram a noite em cima dos telhados já desceram do topo dos prédios.
Fonte: g1

Presos escrevem PCC nos muros de Alcaçuz com o sangue dos mortos, que pode passar de 50

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte reconhece pelo menos 10 mortes dentro dos pavilhões de Alcaçuz, em Nísia Floresta, como consequência do confronto entre as facções PCC e Sindicato do RN, que começou no final da tarde deste sábado, 14. Os presos do PCC aparecem em vídeos matando os outros batizados pela facção Sindicato do RN, a maioria sendo degolados e as víceras extraídas. Os vídeos foram enviados para as redes sociais pelos próprios presos e não iremos mostra­-los. Depois da chacina, os presos escreveram PCC 1533 nas pareces com sangue dos mortos. Já extraoficial, os números são assustadores. Nos vídeos divulgados nas redes sociais pelos próprios presos é possível observar pelo menos 50 mortos. Em áudios, há relatos de policiais e agentes penitenciários falando de 70 a 140 presos mortos. As autoridades do Governo do Estado pedem que não se divulgue dados, que não sejam oficiais. Ao menos é o que pede o secretário Walber Virgulino, da Secretaria de Interior e Justiça, que cuida do sistema prisional do Rio Grande do Norte.

Batalhão de Choque entra nos pavilhões

noticia_151250


De acordo com informações da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed/RN), há 10 mortos espalhados pelos pavilhões rebelados. Alguns deles, decaptados.
Agentes penitenciários e policiais que atuam na unidade prisional, afirmaram que o número de mortos é muito maior. O Governo do Estado, porém, ainda não atualizou os dados.
Para tentar conter a rebelião, homens do Batalhão de Choque da Polícia Militar chegaram à unidade prisional no início deste domingo. A entrada deles nos pavilhões teve início por volta das 7h.

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Tacaram fogo no carro da EMATER de São Vicente


carro emater
Um novo ataque foi registrado no Rio Grande do Norte. Desta vez, o carro do Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural do Rio Grande do Norte (Emater) pegou fogo na madrugada desta terça-feira (6) no município de São Vicente.
A PM ainda investiga as causas do ocorrido e não descarta a possibilidade de um ataque criminoso. Ninguém ficou ferido.
AGORARN

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Ex Prefeito de Ipanguaçu José de Deus, declara: Pesquisa divulgada em Ipanguaçu para Prefeito não tem credibilidade.



Segundo os cientistas políticos, a pesquisa de intenção de voto tem quer obedecer regras e critérios técnicos metodológicos para ter confiabilidade.
Ex-Prefeito José de Deus
  1.  A amostra a ser pesquisada não pode ser superior a 1% do universo dos entrevistados;
  2. Dependendo da população a ser pesquisada a margem de erro varia entre 2,5 a 5,0 para cima ou para baixo;
  3.  Quando o número de eleitores pesquisados é maior que 1%, maior será o erro percentual apresentado.


    Diante do exposto, a pesquisa apresentada no município de Ipanguaçu para as eleições de 2016(Prefeito) não tem confiabilidade, pois a mesma pesquisou 4,2% do eleitorado de Ipanguaçu, entrando em desacordo com os critérios e metodologia de uma pesquisa de opinião pública.
   Foram pesquisados no município de Ipanguaçu 420 eleitores, quando deveria ter sido pesquisado apenas 120. O aumento da amostragem pesquisada, influenciou no resultado da pesquisa, por tanto não há confiabilidade e credibilidade do resultado dessa pesquisa.
Exemplo: Em uma eleição presidencial o Instituto IBOPE, pesquisa em todo território nacional apenas 2.000 eleitores, cobrindo todo os Estados, se aplicando a amostragem de apenas 1% do eleitorado. Por isso a PESQUISA É MENTIROSA. Finalizou. 

----------------- Do Blog ---------------------------------------

As informações contidas neste blog são de inteiramente responsabilidade do então ex-prefeito de Ipanguaçu José de Deus, que em procura ao nosso blog relatou, o mencionado acima. 

Ficando assim aberta a qualquer outras manifestações ou interesses públicos ou políticos. 

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Orçamento prevê salário mínimo de R$ 946 em 2017

dinheiro CNM

O Congresso Nacional aprovou, na madrugada desta quarta-feira (24), o texto-base da Lei de Diretrizes Orçamentárias) de 2017. A proposta prevê um rombo de R$ 139 bilhões para o governo central, R$ 3 bilhões para estatais federais e R$ 1,1 bilhão para Estados e municípios no ano que vem.
Para o período entre 2017 e 2019, foram mantidas as previsões de valores de salário mínimo: de R$ 946 para 2017; R$ 1.002,73 para 2018 e R$ 1.067,46 para 2019. O texto afirma que serão beneficiados com o novo valor do mínimo para o ano que vem cerca de 23 milhões de pessoas.