Momentos de Fato

domingo, 6 de setembro de 2015

GORDO DIZ QUE NÃO ACEITARIA APOIO DE LEONARDO


Entrevistado neste sábado (05) dentro do programa REGIStrando, o vereador Jaíres Azevedo dos Santos, “Gordo” (PSB), sepultou de forma peremptória qualquer hipótese de aceitar o apoio do prefeito Leonardo Oliveira (PT), na sucessão municipal de 2016, na eventualidade de vir a ser candidato a prefeito de Ipanguaçu e fosse procurado pelo gestor para endossar esta postulação. Ferrenho crítico do líder do governo municipal, a quem acusa de esfacelar a prefeitura e transformar a administração num cabide de emprego favorecendo os familiares, fatiando entre estes uma série de serviços terceirizados do governo, “Gordo” foi categórico ao afirmar que não existiria qualquer possibilidade de, caso surja como postulante à chefia do Executivo, admitir – se ocorresse tal probabilidade – acolher a solidariedade do atual mandatário municipal. Todavia, em situação diametralmente oposta, viu como aceitável ser apoiado politicamente pelo ex-prefeito José de Deus Barbosa Filho, porém, estabelecendo uma condição: não concordaria com a realização de investimentos milionários na campanha que, depois de eleito, o forçassem a sacrificar o erário municipal para saldar dívidas contraídas durante o processo eleitoral, desfalcando os cofres públicos e penalizando o conjunto da população ipanguaçuense.

Adailton Amorim


sexta-feira, 15 de maio de 2015

MARLUCE DESPONTA COMO EVENTUAL CANDIDATA DA OPOSIÇÃO EM IPANGUAÇU PARA 2016


I1
O trabalho incessante da vereadora Marluce Barbosa em Ipanguaçu, exercendo o mandato outorgado pelo povo com dignidade e responsabilidade, fazendo uma oposição responsável sem barganhar com o governo municipal, qualifica o seu nome para disputar o pleito de 2016 com amplas chances de vitória.
Como eventual companheiro de chapa, aparece o nome do vereador Jaires Azevedo (Gordo), fiel amigo e companheiro de lutas de Marluce, inclusive na concepção da chapa que fez a mesa diretora da casa legislativa municipal elegendo Tuneifes Morais como presidente, cuja palavra não serve de parâmetro para qualquer entendimento pela fragilidade de caráter para cumprir compromissos.
Mesmo sem mandato o ex-prefeito José de Deus Barbosa ainda detém uma força política inconteste, e observa do seu canto a atuação daqueles que merecem uma oportunidade para reconstruir Ipanguaçu.
José Regis de Souza
REGIStrando

domingo, 5 de outubro de 2014

sexta-feira, 3 de outubro de 2014

Fátima Bezerra abre 15% de maioria sobre Wilma no Ibope


Para o Senado, de acordo com a pesquisa Ibope/InterTV Cabugi a disputa está apertada com uma pequena maioria da candidata Fátima Bezerra (PT) sobre a segunda colocada Wilma de Faria (PSB).
Os números são os seguintes:
Fátima Bezerra – 45%
Wilma de Faria – 30%
Professor Lailson – 2%
Ana Celia – 1%
Ronconi – 1%
Brancos e nulos – 15%
Não sabem – 7%

domingo, 1 de junho de 2014

Geraldo Paulino (PT) vence as eleições suplementares em Ipanguaçu com 52,28% dos votos

TRE-GO realiza eleição suplementar em Goiatuba
O candidato Francisco Geraldo de Paula (Geraldo Paulino), do PT foi o vencedor das eleições suplementares realizadas neste domingo, 1º. , no município de Ipanguaçu. Ele obteve 4.985 votos, o que corresponde a 52,28% dos votos válidos. A candidata adversária, Maria Rizomar de Figueiredo (PMDB) obteve 4.551 votos, correspondentes a 47,72%. Os votos válidos foram 9.919, com 142 brancos e 240 nulos.
Maria Rizomar concorreu com o nome, o número e, na urna eletrônica, com a fotografia do substituído, José de Deus Barbosa Filho.
Condenado a perda dos direitos políticos por oito anos, pela prática de improbidade administrativa, José de Deus teve seu registro de candidatura indeferido pela juíza da 29ª. Zona Eleitoral, Aline Belém, decisão que foi referendada pela Corte do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte, por unanimidade de votos, na sessão da última quinta-feira, 29.
A nova eleição de Ipanguaçu foi determinada a partir da cassação do mandado do prefeito eleito em 2012, Leonardo da Silva Oliveira (PT), e do vice, Josimar da Silva Lopes (PSB), condenados por abuso de poder econômico na captação ilícita de votos, nas últimas eleições municipais. O presidente da Câmara de Vereadores assumiu a chefia do Poder Executivo do município até o resultado do novo pleito.